" nascí assim, vou viver e morrer assim..."

é comum no cotidiano do dia a dia ouvirmos expressões do tipo citada acima, muitas vezes, as pessoas sabem que vivem praticando o pecado diariamente e acham que elas são inúteis, seres despresíveis e que para Deus elas estão mortas, sem nenhum valor, só a destruição as aguarda, mas é isso mesmo? Jeová, nosso Deus, jamais desejou que alguém seja destruído, ao contrário do que muitos pensam, Ele sente imenso pesar quando é dado oportunidades para o pecador para que ele retroceda de seu mau caminho e o mesmo dispensa tal chance. As profecias de Deus nunca falham. Por isso, engana-se quem julga que profecias são fantasias, que isso não é comigo e coisa e tal, até mesmo satanás sabe do mal que causou à humanidade e que fim o espera.

mas mesmo astuto como é, Satanás deve saber que não conseguirá enlaçar o povo de Deus como um todo ou tentar a sua destruição.

inúmeros avisos foram dados ao longo do tempo, profetas foram enviados, cidades pecaminosas foram destruídas mas a humanidade persiste em seguir o mundo da iniquidade, muitos alegam que é mais prazeroso viver um espírito de independência, agem assim por permitir que satanás lhes faça cócegas nos ouvídos, vivendo o errado como certo e vice versa, satanás em seu desespero sabendo que o tempo que lhe resta é curto pois para ele só a destruição o aguarda, ele deseja arrastar consigo nessa última tentativa o maior número de pessoas, e ele as coisas no mundo para conseguir seu intento, esquecem que jamais uma profecia de Deus deixou de se cumprir.

Jeová até mesmo enviou seu Filho unigênito, perfeito, sem mácula, para remir um povo que vivia à base do pecado, alertando-os:

Ouçam, ó céus, e preste atenção, ó terra, Pois Jeová falou:


“Criei e eduquei filhos, Mas eles se revoltaram contra mim.
O touro conhece bem o seu dono, E o jumento, a manjedoura do seu proprietário; Mas Israel não me conhece, Meu próprio povo não se comporta com entendimento.” Ai da nação pecadora, Povo carregado de erro, Descendência de malfeitores, filhos que se corromperam!

Abandonaram a Jeová, Trataram o Santo de Israel com desrespeito,
Viraram as costas para ele. Onde mais vocês serão golpeados, visto que continuam a se rebelar? A cabeça inteira está doente, E o coração inteiro está enfermo. Da cabeça aos pés não há nada sadio. Há ferimentos, contusões e feridas abertas, Não foram tratados, nem enfaixados, nem aliviados com óleo.
Sua terra está desolada. Suas cidades foram queimadas com fogo.
Estrangeiros devoram seu solo bem diante de vocês. É como uma terra devastada por inimigos. A filha de Sião foi deixada como um abrigo num vinhedo, Como uma cabana numa plantação de pepinos, Como uma cidade cercada pelo inimigo. Se Jeová dos exércitos não nos tivesse deixado alguns sobreviventes, Teríamos ficado como Sodoma, E nos teríamos tornado semelhantes a Gomorra.

Ouçam a palavra de Jeová, ditadores de Sodoma. Prestem atenção à lei do nosso Deus, povo de Gomorra. “De que me servem os seus muitos sacrifícios?” diz Jeová.
“Estou farto das suas ofertas queimadas de carneiros e da gordura de animais bem alimentados, E não me agrado do sangue de novilhos, de cordeiros e de bodes. Quando vocês vêm à minha presença, Quem pediu isso de vocês, Que pisassem os meus pátios? Parem de trazer ofertas inúteis de cereais. Seu incenso é detestável para mim. Luas novas, sábados, convocação de congressos. Não posso tolerar o uso de poder mágico junto com suas assembleias solenes. Odeio suas luas novas e suas festividades.
Tornaram-se um fardo para mim; Estou cansado de suportá-las. E, quando vocês estendem as mãos, Escondo de vocês os meus olhos. Embora façam muitas orações, Não escuto; Suas mãos estão cheias de sangue. Lavem-se, limpem-se, Removam de diante dos meus olhos a sua maldade; Parem de fazer o mal.

Aprendam a fazer o bem, busquem a justiça, Corrijam o opressor, Defendam os direitos do órfão E defendam a causa da viúva.” “Venham, pois, e resolvamos as questões entre nós”, diz Jeová.
“Embora os seus pecados sejam como escarlate, Serão tornados brancos como a neve; Embora sejam vermelhos como pano carmesim, Se tornarão como a lã. Se vocês estiverem dispostos a escutar, Comerão as coisas boas desta terra. Mas, se vocês se recusarem e se rebelarem, Serão devorados pela espada, Pois a boca de Jeová falou isso.”

Jeová promete que, as pessoas estarão seguras sob a sua proteção, terão alimentos e moradias, que seus pecados por mais infames que sejam se tornarão brancos como a neve, mas pra isso terão que escutar e por em prática as suas palavras serão então beneficiados, mas se recusarem o que lhes acontecerá? é por isso que o Filho de Deus te diz hoje, agora: " Sai do pecado, a porta ainda está aberta! "

noticias-do-reino.comunidades.net